Mercúrio em Peixes

em resposta à Mar Becker

foto: arquivo pessoal

I

eu costumo sonhar com [palavras]. é sempre assim me levanto de sobressalto tentando apanhar a palavra que esteve ali no sonho. todos os dias sonho com palavras os sonhos tem mais palavra que cheiro cor e imagem; são as palavras

II

nem sempre as palavras são coerentes o suficiente com a situação do sonho mas gosto de entender que sonho com o Texto ⠀⠀⠀⠀um poema sendo encenado⠀⠀⠀uma [performance] ou sonho com ideias para o Texto

III

o poema — minto, o sonho — tem sempre duas instâncias — o Corpo x a Palavra.

Ele (?) sempre se deita ao meu lado, todas as noites, como se apertasse milhares de tomadas e choques e sensações em mim. às sete da manhã eu meio que desperto e lembro que sou um Corpo — e apenas isso em toda potência vigor totalidade paixão desejo linguagem

IV

por volta do mesmo horário sinto que consigo apanhar efetivamente a [palavra] que esteve ali me perturbando antes que ela vá embora

visualizo perfeitamente a imagem dos [colchetes] que uso quando escrevo a palavra em algum outro momento do dia

V

não há maior Lucidez que a das sete da manhã
dura pouco, é claro

um estado de êxtase total a beleza do sol entrando a janela
procuro o Outro que me ocupa à possibilidade
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀de existir enquanto
faço o trabalho
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀de caçar a palavra;

não há [equilíbrio] maior

a Perfeita Noção do lugar onde estou_
eu & as palavras
*o corpo do desejo em volta*

rabisco, é sagrado

e sei,

pela única vez
no dia,

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀quem [sou]

VI

quando me apaixono faço a promessa de contar ao homem que está ao meu lado sobre os sonhos;
sobre o encanto e a magia de Sonhar
como um segredo

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀o mais [íntimo] deles⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

quero que me conheça assim
às sete da manhã,

digo

VII

me proponho a dormir na mesma cama que o homem;
quero saber o que me deitar sobre a superfície de seu Corpo faz com o Sonho
quero saber que tipo de sonhos este homem pode me trazer
que tipo de palavras me oferece, que tipo de escritora serei enquanto estivermos juntos,

VIII

depois de um tempo, precisarei desesperadamente saber
quais são
os sonhos deste Homem
para me nutrir deles;

precisarei saber:
toda a Narrativa que compõe suas perturbações
suas sensações, suas palavras;

e então,
ensinarei sobre os Sonhos, como escrevê-los, o método, comprarei
caderno e caneta

um para cada cabeceira

IX

será que, dividindo a mesma cama,

ele também sonhará
com ⠀⠀⠀⠀as [palavras]?

--

--

2000. Em reinvenção. Poeta & Jornalista. Editei em Ano II: Ensaio. Escrevo e investigo testemunhos da corporeidade feminina e da linguagem do abismo.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Laura Redfern Navarro

Laura Redfern Navarro

2000. Em reinvenção. Poeta & Jornalista. Editei em Ano II: Ensaio. Escrevo e investigo testemunhos da corporeidade feminina e da linguagem do abismo.